domingo, 21 de junho de 2015

Carol Barcellos sagra-se Bi-campeã

Carol Barcellos "Guerreira" no lugar mais alto do pódio
Pela primeira vez a Lagoa do Colosso recebeu um campeonato de SUP Race, foi neste domingo com a realização da 3ª Etapa do Circuito Cearense promovido pela Associação de Stand Up Paddle do Ceará.

O evento iniciou com a disputa da prova SUP Kids Misto, até 16 anos.  A prova foi vencida por Rafael Leite, em segundo chegou Mariana Cerchiari e em terceiro ficou Lucas Bonfim.

Depois foi a vez da prova dos 4km da Funrace 12.2. No feminino a grande campeã foi a favorita Carol Barcellos Guerreira (Clube Águas Abertas) com essa vitória, sagrou-se Bi-campeã Cearense Funrace 12.2 Open e mantém a invencibilidade no estado desde o dia 19 de julho de 2014 quando venceu oa prova Taíba Race.  Depois vieram as vitórias nas provas do Desafio das Marinas, Paracuru Race e Pacoti Race. Em segundo lugar chegou Mara Maricato (Team Evolution) seguida de perto de Creuza Checoni (Team Evolution) que ficou com a terceira colocação.
Prof. Laércio Clayton do Clube Águas Abertas e sua atleta Carol Guerreira. Foto Talles Freitas
Entre os homens a disputa foi acirrada desde a largada, onde três atletas pularam na frente, Paulo Marcello, Laércio Clayton e Douglas Braga, quase no final da primeira volta no circuito, Douglas Braga era o líder, seguido por Laércio Clayton que já tinha ultrapassado Paulo Marcello. Douglas estava na frente cerca de 40m, mas fez uma trajetória errada e ao corrigir o percurso caiu de sua prancha, Clayton que vinha atrás deu um sprint e encostou em Douglas, os dois remaram juntos e após o contorno da bóia azul, Clayton imprimiu um ritmo forte e deixou Douglas para trás, mas Clayton que estava na liderança isolada da prova já fez um trajeto errado e trouxe consigo Douglas também, só que Douglas após os gritos da torcida, percebeu o erro e voltou, Clayton como estava muito na frente não escutou os gritos, seu erro lhe custou um tempo precioso muito bem aproveitado por Paulo Marcello (Kite Soul Brasil) que venceu a prova, trazendo com ele Douglas Braga (Kayakeria) em segundo.  Laércio Clayton teve que retornar e fazer todo o trajeto, chegando ainda na sexta colocação geral. Em terceiro lugar chegou a revelação da prova, Lucas Bittecourt (Clube Águas Abertas). Na disputa da Funrace 12.2 Máster o campeão foi Laércio Clayton (Clube Águas Abertas), foi sua terceira vitória seguida na categoria.  Com esse resultado ele sagrou-se Tri-campeão Cearense Máster, o segundo lugar ficou com Sanio Loreiro e Fran Gurgel ficou na terceira colocação.
“Estou chateado, é claro, pois estava na liderança e com uma boa vantagem em cima dos adversários, mas isso acontece até com os atletas profissionais. O Tri-campeão brasileiro de SUP Race, Luiz Guida Animal, na última etapa do brasileiro de 2012 no Rio de Janeiro, errou a última bóia da chegada e foi ultrapassado, com isso perdeu a prova”. Comentou o Prof. Laércio Clayton.

Em seguida veio a largada dos 8km para a categoria Race 12.6 Profissional, onde os atletas tiveram que dar quatro voltas no circuito. A prova começou forte, com Paulo Vasco, Eduardo Gondim e Luiz Gegê Mutante pulando logo na frente dos demais competidores, mas em pouco tempo, Paulo Vasco (Team Evolution) assumiu a dianteira e imprimindo um ritmo forte e constante durante toda a prova, vencendo de ponta a ponta, conseguindo assim quebrar a invencibilidade de cinco vitórias seguidas do Mutante.  O mesmo vinha invicto desde o dia 19 de julho de 2014 quando venceu a prova Taíba Race, depois emplacou as vitórias no Downwind Pecém-Taíba, Desafio das Marinas, Paracuru Race e no Pacoti Race. Gegê Mutante (Clube Águas Abertas) ficou com a segunda colocação mais ainda é o líder do circuito, fechando o pódio Eduardo Gondim (Team Evolution). Um fato para ser comentado é que Gegê Mutante finalizou a prova completamente exausto.  Ao ser abordado pelos amigos falou que ainda na primeira prova sentiu fortes câimbras nas duas pernas, mas precisamente na parte posterior das coxas, e que pensou até em abandonar a prova, mas o incentivo da torcida e do competidor Eduardo Gondim o fizeram concluir a prova ainda na segunda colocação.
Esporte e amizade caminhando juntos. Foto: Talles Freitas
No feminino da Race 12.6, tivemos o retorno da atleta Karlyane Bezerra, a mesma mostrou que não esqueceu a técnica e venceu a prova, em segundo lugar chegou Regina Ferreira (Aldeia Surf).

O evento atingiu seu objetivo e foi sucesso de participantes e de público, porém aconteceu um atraso de 1h30min, e de acordo com o cronograma, teria inicio as 10h com a prova festiva envolvendo dois Big SUP Monters (aquela prancha inflável gigante que suporta até 12 supistas), mas infelizmente a prova não aconteceu, e também não foi realizada a prova de revezamento 4x4.

A 3ª Etapa do Circuito Cearense de SUP Race teve patrocínio do Colosso Lake Lounge e do Wave Let Surf, e contou com apoio da Color Gold, D’cofibras, Dias SUP Boards, He’e Nalu, Karine Holanda Nutricionista, Kite Soul Brasil, Kayakeria, Miguel Nobre e Transcender.

Confira abaixo os pódios das provas:

MASCULINO
RACE 12.6 PROFISSIONAL OPEN
Paulo Vasco (1° Lugar)
Luiz Gegê Mutante (2° Lugar)
Eduardo Gondim (3° Lugar)

RACE 12.6 PROFISSIONAL MÁSTER
Renato Soares (1° Lugar)
Miguel Nobre (2° Lugar)
Charles Gurgel (3° Lugar)

FUNRACE 12.2 OPEN
Paulo Marcello (1° Lugar)
Douglas Braga (2° Lugar)
Lucas Bittencourt (3° Lugar)

FUNRACE 12.2 MÁSTER
Laércio Clayton (1° Lugar)
Sanio Loreiro (2° Lugar)
Fran Gurgel (3° Lugar)

FEMININO
RACE 12.6 PROFISSIONAL
Karlyane Bezerra (1° Lugar)
Regina Ferreira (2° Lugar)

FUNRACE 12.2 OPEN
Carol Barcellos Guerreira (1° Lugar)
Mara Maricato (2° Lugar)

Creuza Checoni (3° Lugar)

Abaixo mais imagens do evento:



Marca de pranchas de Salvador-BA, ABUBAKIR. Foto: Talles Freitas

domingo, 31 de maio de 2015

PRAZER, EU SOU GEGÊ MUTANTE

A delegação cearense trouxe troféus e medalhas na bagagem e teve uma bela participação no Yacht Clube da Bahia SUP Race, primeira etapa do Circuito Brasileiro de SUP Race de 2015, mas o destaque maior foi o de Luiz Eugênio Gegê, o Mutante, o mesmo assombrou a todos com uma performance incrível. Nosso atleta foi o grande campeão da prova Funrace 12.2, até aí tudo bem, mas o que deixou todos boquiabertos foi o fato dele ter chegado em segundo lugar geral entre todas as categorias de pranchas, Mutante chegou apenas 12” (doze segundos) atrás do vencedor da prova Race 12.6 Amador, ou seja o cara deixou para trás uma infinidade de atletas correndo numa prancha maior e de outro formato, fazendo uma analogia, é a mesma coisa que um carro da categoria Stock Car ganhar uma corrida contra um carro de Fórmula 1. Gegê Mutante não fez uma boa largada, mas com menos de 1km de prova já assumia a liderança vencendo de ponta a ponta sua primeira participação em uma etapa de circuito brasileiro e sai na frente na corrida pelos preciosos pontos do ranking brasileiro.
Gegê Mutante no lugar mais alto do pódio na 1a etapa do brasileiro. Foto: Laércio Clayton
Largada da prova Funrace 12.2 e Race 12.6 Amador. Foto: Facebook Nicole Wicks Saback
O presidente da Confederação Brasileira de Stand Up Paddle, Ivan Floter, fez questão de ir ao encontro do nosso atleta e falou: Parabéns! Você era para estar competindo entre os feras da categoria race 12.6 profissional.

Gegê Mutante é atleta da Assessoria Esportiva CLUBE ÁGUAS ABERTAS e segundo seu amigo e técnico, o Prof. Laércio Clayton, ele encara os treinos com muita seriedade e executa tudo o que está proposto em sua planilha. O Mutante também está fazendo um trabalho especializado para sua preparação física na Academia Ação e Movimento, lá ele é assistido por outro amigo, o Prof. Vilson Borges.
O Ceará também subiu no pódio com as mulheres, na prova Funrace 12.2, com as seguintes colocações:
- Creusa Checoni do Team Evolution foi vice campeã na categoria Super Máster e 4º lugar geral;
- Helena Rodrigues do Clube Águas Abertas foi vice campeã na categoria Máster e 5º lugar geral;
- Mara Maricato do Team Evolution ficou na 3ª colocação na categoria Máster e 6 º lugar geral;
Helena Rodrigues mostrou garra e foi a vice campeã na categoria Máster. Foto: Laércio Clayton
Mapa dos percursos das provas. Foto: Laércio Clayton
Prova dos Profissionais

Pontualmente às 14h, foi dada a largada para a categoria race 12.6 profissional, aqui a delegação cearense estava representada por três atletas, Laércio Clayton, Paulo Vasco e Miguel Nobre. Mas o grande vencedor foi o paulista Luiz Guida Animal, que voltou a colocar as garras de fora após um ano sem vitórias no circuito.  Animal iniciou a prova em segundo lugar pois o pelotão da elite estava sendo puxado pelo paulistano Arthur Santacreu que ficou na liderança até a metade da prova quando foi ultrapassado por Animal, mas Santacreu segurou a segunda colocação até o final da prova. Em terceiro chegou o santista Mario Cavaco, “o Marinho”, seguido pelo prata da casa, o baiano boa praça Bruno Pitanga, fechando o pódio com a quinta colocação, Guilherme Reis de Ilha Bela-SP.
Um dos favoritos da prova, o atleta de Ilha Bela-SP, Paulo dos Reis, “o Paulão”, quebrou seu remo antes dos primeiros 2km da prova e abandonou a disputa.
Correndo entre os 52 atletas participantes nesta categoria, nossos representantes obtiveram as seguintes colocações:
- Paulo Vasco do Team Evolution ficou no 33º lugar geral na categoria Open;
- Laércio Clayton do Clube Águas Abertas chegou no 39º lugar geral na categoria Open e 11º lugar geral na categoria Máster;
- Miguel Nobre do Team Evolution cruzou a linha de chegada em 46º lugar geral na categoria Open e foi o 14º lugar geral entre os Masteres.
Largada da race 12.6 profissional, 14 pés e também da categoria Unlimited. Foto: Facebook Nicole Wicks Saback
“Estrear no campeonato brasileiro de SUP race profissional ao lado dessas feras, Paulo Vasco, Laércio Clayton, Paulo dos Reis, Animal, Américo Júnior, Guilherme dos Reis e Barbara Brasil foi uma experiência que marcará minha vida. Foi uma honra pra mim, dividir a raia da prova com esses caras. A prova foi sinistra, 12 Km de pura adrenalina. Agradeço a Deus pelo presente e por colocar um amigo em minha frente Mateus Matias (Xerife Stand Up) que gentilmente cedeu uma Race Full Carbono 12.6 para fazer a minha prova e aprová-la como uma nave perfeita para quem precisa de conforto em longas remadas.” Comentou Miguel Nobre, presidente da ASUP-CE – Associação de Stand Up Paddle do Ceará.

Entre as mulheres da race 12.6 profissional a vitória foi da tetra campeã brasileira, a baiana Bárbara Brazil, que só sofreu ameaças no início da prova pela atleta Lena Guimarães de Arraial do Cabo-RJ, em terceiro lugar chegou Giselle Mota de São Vicente-SP, na quarta colocação chegou outra baiana, Mel Figueredo e fechando o pódio na quinta colocação chegou Ariani Theophilo de Niterói-RJ.
Seleção cearense de SUP race, da esquerda para direita (em pé): Laércio Clayton, Gegê Mutante, Paulo Vasco e Miguel Nobe. Sentadas da esquerda para direita: Helena Rodrigues, Mara Maricato e Creusa Checoni.
O Yacht Clube da Bahia SUP Race fez parte das comemorações dos 80 anos do clube, a organização estava impecável, os atletas foram muito bem recepcionados e contaram com uma ótima infra estrutura do clube. O cronograma de horário previsto para as largadas das provas foi cumprido com pontualidade britânica, fato muito elogiado por todos os atletas. E para fechar com chave de ouro, a premiação foi realizada no salão de festa do clube onde foi oferecido um maravilhoso jantar para os atletas e depois uma festa ao som de uma banda local.

O evento teve 200 atletas representando 13 estados. Contou com a chancela da CBSUP – Confederação Brasileira de Stand Up Paddle e foi realizado através de uma forte parceria com o Yacht Clube da Bahia, ABASUP – Associação Baiana de Stand Up Paddle, o grupo informal Stand Up Paddle Bahia (que teve à frente a remadora baiana Nicole Wicks Saback) e outros atletas e amantes do esporte.

Confira mais imagens do evento:
Início da manhã no QG "Quartel General" do Clube Águas Abertas. Foto: Laércio Clayton
Pôr do sol visto da praia de Porto da Barra, local do QG do Clube Águas Abertas, Foto: Laércio Clayton
Pôr do sol visto dentro das dependências do Yatch Clube da Bahia. Foto: Laércio Clayton
Gegê Mutante era só alegria após a prova. Foto: Laércio Clayton
Helena Rodrigues começa a gostar de brincar de competir. Foto; Laércio Clayton
Mais uma para o currículo. Prof. Laércio Clayton concluiu os 12km entre os profissionais. Foto: Luiz Eugênio
Recorde nacional batido, agora são sete pranchas de SUP de uma só vez. Foto: Laércio Clayton

sábado, 16 de maio de 2015

Foi dada a largada da 2a Etapa do Circuito Cearense de SUP Wave

Gustavo Forster mostrando que está afiado no SUP Wave. Foto: Talles Freitas
Com promoção da ASUP-CE, Associação Cearense de Stand Up Paddle, teve inicio na tarde deste sábado (16) a 2ª Etapa do Circuito Cearense de SUP Wave, o evento está sendo realizado na praia do Futuro, mas precisamente na barraca Sunrise.

O mar estava mexido e com fortes rajadas de ventos, que variavam entre 6 a 16 nós, ou seja os supistas não teriam vida fácil, a previsão é que no domingo as condições estejam um pouco melhores, é esperar para ver.

A categoria Profissional abriu o evento e foi a única que caiu na água neste sábado. As disputas foram em baterias homem x homem. Os vencedores das baterias da primeira fase passaram automaticamente para a terceira fase do evento, os perdedores teriam uma nova chance na repescagem. Dessa forma Roberto Vieira (Salvador-BA), vencedor da primeira etapa do circuito, Thiago Notthingam (Fortaleza-CE), atual campeão cearense open, Ygon Maia (Fortaleza-CE), Gustavo Forster (Fortaleza-CE), Geraldo Lemos (Fortaleza-CE) e Pedro Carvalho (Fortaleza-CE), atual líder do circuito cearense, que passou para terceira fase por ter feito a maior pontuação entre todos os segundos lugares das baterias da primeira fase, ficaram observando de camarote as disputas na água para ver quem estavam passando pela repescagem, pois seriam seus adversários posteriormente. 
Ygon Maia em uma das suas especialidades, o cut back. Foto: Talles Freitas
Após as disputas da terceira fase, quatro atletas chegaram na fase da semi final desta categoria, que vai acontecer com as seguintes baterias, Roberto Vieira (Salvador-BA) x Ygon Maia (Fortaleza-CE) e Gustavo Forster (Fortaleza-CE) x Rafael (Itacaré-BA).
As categorias Amador Masculino, Máster Masculino, Iniciante Masculino e Open Feminino iniciarão suas batalhas também no domingo.
Cartaz oficial do evento com o campeão do circuito de 2014, Thiago Notthigam 
A organização do evento, publicou a seguinte programação para o domingo:
- 11h Concentração dos atletas
- 12h Foto oficial do evento (todos com a camisa do campeonato)

- 16h30min Premiação

domingo, 3 de maio de 2015

Confira como foi a 2a etapa do Circuito Cearense de SUP Race

A 2ª Etapa do Circuito Cearense de Sup Race, aconteceu este sábado, dia 02 de maio, no rio Pacoti, município do Eusébio na grande Fortaleza. A ASUP-CE preparou um evento cinco estrelas para seus atletas e público em geral, a programação estava recheada de atividades, pela manhã aconteceu uma aula de Yoga e uma palestra sobre Nutrição Esportiva.  Além disso o evento contou com fotógrafo profissional, cinegrafista, operador de imagens aéreas, com Drone, barco de apoio, som com DJ; uma área para massagem para os atletas e premiação em dinheiro para os homens na principal categoria do evento, a Race 12.6.
Equipe do Clube Águas Abertas. Foto: Talles Freitas
As águas do Pacoti estavam calmas assim como os ventos nesta época do ano no Ceará, enfim, o cenário estava perfeito e os supistas estavam famintos para remar nessas condições. Com um grande atraso, o presidente da ASUP-CE Miguel Nobre, deu as boas vindas, logo depois aconteceu o briefing com o diretor técnico Paulo Vasco e em seguida o SUP Kids abriu as disputas por volta das 16h. A próxima categoria a entrar no rio foi a Race 12.6.
Após a buzina, os atletas da Race 12.6 iniciaram a prova em um ritmo frenético. Em poucos metros, pularam na frente os três destaques desta categoria, Luiz Gegê Mutante, Paulo Vasco e Eduardo Gondim. Nos bastidores, se especulava se o líder do circuito, Gegê Mutante, conseguiria imprimir o mesmo ritmo das últimas três provas disputadas aqui no Ceará e uma no Rio Grande do Norte quando chegou em primeiro em todas, pois ele vinha de um mal resultado na primeira etapa do circuito nordestino disputado em Salvador-Bahia, onde terminou em nono lugar, o motivo deste mal resultado, foi o fato dele remar em uma prancha emprestada, na qual ele nunca tinha remado antes e também era a segunda vez na qual ele remava numa pranchar race 12.6.
Mas o Mutante mostrou que realmente está em ótima fase e consolida de vez seu nome no SUP Race cearense e ganhou com uma boa margem de diferença, isso não significa que ele teve vida fácil nos 8km, pois Paulo Vasco sempre estava por perto, mas podemos dizer que Paulo Vasco vai ter que suar muito a camisa para vencer o Mutante, pois essa foi a quinta vitória seguida que Gegê imprime sobre ele, a primeira foi na terceira etapa do circuito de 2014 na Taíba, a segunda foi no Downwind Pecém-Taíba, aqui não podemos deixar de citar que o Mutante venceu usando uma prancha de tamanho 11 pés do tipo Funrace e Paulo Vasco usou uma prancha Race 12.6, a terceira vitória foi na quarta etapa do circuito do ano passado, o Desafio das Marinas, a quarta foi na primeira etapa do circuito de 2015, no município de Paracuru e a quinta vitória SEGUIDA do Mutante, aconteceu neste sábado, durante a segunda etapa do circuito cearense. Gegê mostrou porque é hoje o homem a ser batido no circuito cearense, executando uma prova com poucas quedas para cruzar a linha de chegada em primeiro lugar usando um "foguete", uma prancha Race 12.6 da marca Abubakir direto de Salvador-Bahia, mantendo-se invicto este ano. Paulo Vasco foi o segundo colocado, mostrando que também está em boa forma. Em terceiro, outra fera: Eduardo Gondim.  Na categoria máster, a vitória foi de Miguel Nobre, em segundo ficou Roberto Moretto. Entre as mulheres, quem venceu foi Regina Ferreira com uma vitória bem tranquila.
Luiz Gegê Mutante imprimindo ritmo forte na prova. Foto: Talles Freitas
A largada da prova Funrace 12.2 aconteceu após 2min da largada da Race 12.6, e os atletas Laércio Clayton e Paulo Marcello conseguiram um sprint sensacional abrindo boa vantagem em relação aos outros competidores. Os dois chegaram juntos na primeira bóia, mas o Clayton caiu, e Marcello aproveitou e escapou na frente, Clayton imprimiu um ritmo forte e conseguiu chegar no Marcello após o contorno da segunda bóia, os dois começaram aí uma disputa incrível, após remarem juntos por um bom tempo, Laércio Clayton começou a abrir uma boa distância de Paulo Marcello e seguiu firme até a cruzar a linha de chegada em primeiro lugar com folga, em segundo chegou Douglas “Castor” numa performance incrível para um iniciante na modalidade, mostrando que em breve será um forte candidato ao título na categoria Funrace, na terceira colocação chegou Paulo Marcello, o mesmo terminou a prova na raça, pois teve fortes dores musculares após o esforço durante a prova. Na categoria Máster, o campeão também foi Laércio Clayton, trazendo consigo Rodrigues Menezes em segundo lugar. No feminino, a vitória mais uma vez, foi da atleta Carol Barcellos que não teve adversária na prova, mostrando que está com hegemonia da categoria no Ceará e no Nordeste, recentemente, Carol venceu uma prova no Rio Grande do Norte e neste último final de semana venceu com folga a primeira etapa do circuito nordestino disputado em Salvador-Bahia, em segundo ficou Mara Maricato e em terceiro Helena Rodrigues.
Prof. Laércio Clayton, do Clube Águas Abertas chegando em primeiro lugar na Funrace 12.2 Open.
Carol Barcellos Guerreira chegou com bastante folga em primeiro lugar. Foto: Talles Freitas
A prova do revezamento encerrou a competição, as equipes tinham que ter três homens e uma mulher, a equipe vitoriosa foi a do Clube Águas Abertas, composta por Laércio Clayton, Luiz Gegê Mutante, Carol Barcellos Guerreira e Lucas Bittencourt.

Resultados oficiais em breve.

segunda-feira, 16 de março de 2015

Luiz Gegê "Mutante" e Carol Barcellos "Guerreira" começam o ano como terminaram o anterior - Vencendo

Neste fim de semana foi aberto o Circuito Cearense de Stand UpPaddle 2015 nas duas modalidades, o SUP Race e SUP Wave. O local escolhido foi a bela praia de Paracuru, conhecido como o North Shore Cearense.
Luiz Gegê Mutante comemora sua quarta vitória seguida na modalidade Race Foto: Talles Freitas
O evento iniciou na sexta-feira dia 13 de março às 20h, com o congresso técnico no hotel Vento Brasil, hotel oficial do evento, onde os atletas podiam retirar seus kits e participar da palestra sobre Hidratação no esporte, ministrada pelo professor Paulo Vasco, Mestre em Ciências Médicas (Atividade Física e Saúde) pela UFC.
A prova da modalidade Race aconteceu no belo rio Curú, que possui 195km de extensão, ele nasce na região montanhosa formada pelas serras do Ceú, da Imburana e do Lucas, localizadas no município de Canidé.
A primeira categoria a largar foi a Race 12’6”, depois de 2min largou a categoria Funrace 12’2” para desbravarem o rio Curú e irem para a primeira boia de contorno obrigatório para ambas as categorias, o que diferenciava era a quantidade de voltas no circuito montado ao longo do rio, a race 12’6” precisava dar 2 voltas totalizando 8km e a 12’2” apenas uma fechando o percurso em 4km. Os atletas tiveram que enfrentar vários tipos de condições ao longo do trajeto da prova, um trecho de downwind, um com águas tranquilas e trechos em upwind e com fortes rajadas de ventos.
Paulo Marcello e o Prof. Laércio Clayton ambos da Assessoria Esportiva Clube Águas Abertas remaram juntos durante praticamente os 4km da prova, e fizeram a chegada mais emocionante da prova, no sprint final prevaleceu a juventude de Paulo Marcello e o desgaste vivenciado pelo atleta master Clayton, o mesmo vinha de uma verdadeira SUPmaratona de exatas 2h de baterias disputadas na modalidade SUP Wave. Entre as mulheres a grande vencedora foi Carol Barcellos também atleta do Clube Águas Abertas que liderou de ponta a ponta e chegou com uma grande margem de diferença na segunda colocada Jaquel Sampaio, essa é a terceira vitória seguida de Carol, Desafio das Marinas, Pipa Extreme realizado no Rio Grande do Norte e agora na abertura do circuito de 2015. "Estou treinando bastante focada no aperfeiçoamento da minha técnica, o ano está apenas começando, tenho muito que evoluir ainda, estamos no caminho certo." disse Carol ao Blog. 
Já a principal categoria do evento, destinadas para pranchas de modelo e tamanho race 12’6” , a prova começou embolada, com Paulo Vasco, e o atleta do Clube Águas Abertas Luiz Gegê Mutante e Eduardo Gondim pulando logo na frente logo no inicio da prova. Mutante chegou na frente na primeira boia, mas caiu durante o contorno da mesma e foi ultrapassado por Paulo Vasco, ambos imprimiram um ritmo forte e deixaram Eduardo Gondim pra trás. Ao chegar na segunda boia, Gegê Mutante, já tinha recuperado a primeira colocação, mas se atrapalhou com o trajeto e teve que retornar cerca de 10m para fazer o contorno com o ombro direito na segunda boia e ainda caiu da prancha novamente, Paulo Vasco como não tem nada haver com isso o ultrapassou novamente, mas ao sair do contorno da pequena ilha o Mutante já estava assumindo a ponta da prova mais uma vez e foi assim até o contorno da terceira boia finalizando a primeira volta em primeiro e já se distanciando do seu oponente. Na segunda volta Gegê Mutante voltou a cair mais duas vezes, e sofreu com fortes câimbras na panturrilha direita, sendo ultrapassado mais uma vez pelo Paulo Vasco, mas Gegê ganhou o apelido de Mutante não foi por acaso, o mesmo tirou uma diferença de aproximadamente 40m e voltou a assumir a ponta e ainda abriu 80m de seu adversário e cruzou a linha de chegada em primeiro lugar, mostrando técnica, resistência, força e raça. “Venci porque tenho sangue nos olhos e trinquei os dentes e falei pra mim mesmo, vou ganhar!”, comentou Luiz Gegê Mutante comemorando com seu técnico e amigo Prof. Laércio Clayton depois da prova.
Essa é quarta vitória seguida do Mutante em provas na modalidade Race, e agora venceu estreando na categoria 12’6”. A questão agora é, quem terá o poder de vencer esse Mutante?
Nas categorias master, Laércio Clayton venceu na Funrace 12’2” trazendo consigo como vice campeão outro atleta do Clube Águas Abertas, o Getúlio Oliveira e na Race 12'6" o campeão foi Miguel Nobre e na segunda colocação ficou o atleta Mário Luis. 
Na prova de Revezamento 4x4, onde cada equipe precisa ter obrigatoriamente uma mulher no grupo, a equipe do Clube Águas Abertas foi a grande vencedora e está invicta no Ceará e também já venceu fora do estado, na realização do Pipa Extreme disputado em águas do Rio Grande do Norte, esse ano a equipe A do CAA está formada com Laércio Clayton "Capitão", Luiz Gegê "Mutante", Carol Barcellos "Guerreira" e Paulo Marcello "PM".

Em breve, todos os resultados oficiais.

sexta-feira, 6 de março de 2015

DOMINGO DIA 8 TEREMOS "FESTA NO MAR"

ATENÇÃO PARA O CRONOGRAMA DO EVENTO
RETIRADA DA CAMISA
Dia 7 de março (sábado): Recebimento da camisa na lanchonete Praieiro (3021.4141) das 18h às 21h, localizada na Rua Júlia Abreu, 160 / Loja 13 – Hot Center (continuação da Av. Dom Luís, em frente ao Bar da Devassa).

LOCAL DA LARGADA DAS DUAS MODALIDADES
Av. Beira Mar, nº 4320 (em frente ao Edifício Veleiro) - Mucuripe, esse local é onde funciona a Brothers Wind School "escola do Kong".

AQUECIMENTO E LARGADA DA NATAÇÃO
Dia 8 de março (domingo): 
- Aquecimento da natação: 7h15min;
- Largada da natação: 9h.

AQUECIMENTO E LARGADA DO SUP
Dia 8 de março (domingo):
- Aquecimento do SUP: 8h45min;
- Largada do SUP: 9h.


ALUGUEL DE PRANCHAS
- No local da largada na Brothers Wind School "escola do Kong", R$ 30,00 (trinta reais para o evento);
Obs: Teremos um caminhão na chegada para trazer os atletas e suas pranchas de volta ao local da largada.
Cartaz do Evento